Arduino - Parte 2

No post anterior, você começou a aprender sobre o Arduino, o que é, o que pode ser construído, onde comprar no Brasil e viu alguns projetos que se pode fazer, essa postagem é para vocês se familiarizarem com o Arduino Duemilanove, a minha placa chegou semana passada na quinta-feira. 
Porque Duemilanove? 
O nome da placa significa 2009 em Italiano, e foi o ano de lançamento da mesma, substituda da Diecimila.
Caracteristicas:
Microcontrolador: ATmega328
Voltagem operacional: 5V
Voltagem de alimentação (recomendada): 7-12V
Voltagem de alimentação (limites): 6-20V
Pinos I/O digitais: 14 (dos quais 6 podem ser saídas PWM)
Pinos de entrada analógica: 6
Corrente contínua por pino I/O: 40 mA
Corrente contínua para o pino 3.3V: 50 mA
Memória flash: 32 KB (2KB usados para o bootloader)
SRAM: 2 KB
EEPROM: 1 KB
Velocidade de clock: 16 MHz
Partes da Placa:

1 - Bandeira da Itália: a placa Arduino Duemilanove possui 2 tipos o "a" (no lugar da bandeira diz apenas "made in Italy") e o "b" (possui a bandeira da Itália - a minha é desse modelo).
2 - Entrada USB: é do tipo AB, daqueles de impressoras USB, esta porta USB possui ainda um fusível de proteção, se alguma coisa fizer com que seja aplicada uma corrente maior que 500mA na porta USB do seu computador, o fusivel corta a corrente até que o curto ou a sobrecarga seja removida.
3 - Chip FTDI: Chip responsável pela conversão de serial para USB, sem este chip sua placa teria uma saída serial e não USB. (site do fabricante do chip) O primeiro driver a ser instalado no PC é o deste chip.
4 - LEDs TX e RX: Estes leds indicam quando há uma comunicação entre o computador e a placa arduino, mais especificamente, quando o chip FTDI está "trabalhando", pois o RX indica que o chip está recebendo sinal e o TX que está transmitindo (por exemplo uma "resposta" para o computador).
5 - Botão Reset: Nas versões anteriores do arduino, antes de se transferir um programa para o chip tinha-se que resetá-lo antes, na arduino duemilanove isso não é mais preciso, mas o botão permanece, coso você precise utilizá-lo.
6 - Power LED: Este LED possui a função de indicar quando sua placa esta sendo alimentada, seja através da posta USB ou de uma fonte externa (bateria, transformador, etc).
7 - Regulador de Voltagem: Se não estou enganado este deve ser o regulador de voltagem da placa, caso esteja sendo alimentada por uma fonte externa de energia, a alimentação recomendada é de 7 até 12V, mas o arduino pode operar com uma tensão entre 6 e 20V.
8 - Não sei o nome correto disso, mas ele atua selecionando a origem da energia (fonte externa ou USB) aoutomaticamente, nas versões anteriores (como Decimila) tinha-se que selecionar manualmente a alimentação da placa, este chip faz isso automaticamente na versão Duemilanove.
9 - Conector: Para conectar a uma fonte externa sua placa arduino, cuide porque o positivo deve ser a parte central do conector.
10 - Chip ATmega328: o modelo do chip pode variar, mas de qualquer forma, é aqui que tudo funciona, a memoria do arduino está aqui (ela é dividida em Flash, EEPROM, e SRAM).
11 - Cristal: Cristal oscilador de 16Mhz.
12 - LED do pino 13: o pino 13 da placa (não do chip) possui um LED e um resistor, então para você fazer o "olá mundo" no arduino não precisa necessariamente de um LED conectado à placa para ver funcionar (como nas versões anteriores), a versão duemilanove já possui este LED.
13 - Pinos Digitais: 14 pinos de entrada/saída digital, dos quais 6 podem ser saídas PWM;
14 - Pinos de entrada analógica: 6 pinos de entrada analógica;
 Alimentação: 
O Arduino Duemilanove pode ser alimentado pela conexão USB ou por qualquer fonte de alimentação externa. A fonte de alimentação é selecionada automaticamente. Alimentação externa (não-USB) pode ser tanto de uma fonte ou de uma bateria. A fonte pode ser conectada com um plug de 2,1mm (centro positivo) no conector de alimentação. Cabos vindos de uma bateria podem ser inseridos nos pinos Gnd (terra) e Vin (entrada de voltagem) do conector de alimentação.
A placa pode operar com uma alimentação externa de 6 a 20 volts. Entretanto, se a alimentação for inferior a 7 volts o pino 5V pode fornecer menos de 5 volts e a placa pode ficar instável. Se a alimentação for superior a 12 volts o regulador de voltagem pode super-aquecer e avariar a placa desta forma a alimentação recomendada é de 7 a 12 volts.
Memória:
O chip ATmega328 possui uma memória flash de 32KB (2KB são utilizados pelo bootloader), 2KB de SRAM e mais 1KB de EEPROM.
Entrada e Saída:
Cada um dos 14 pinos digitais do Duemilanove pode ser usado como entrada ou saída usando as funções de pinMode(), digitalWrite(), e digitalRead(). Estes pinos operam com 5 volts. e cada um pode fornecer ou receber um máximo de 40 mA.
Comunicação:
Segundo o site da Multilógica, representante oficial do Arduino no Brasil, "com o Arduino Duemilanove a comunicação com um computador, com outro Arduino ou com outros microcontroladores é muito simplificada. O ATmega328 permite comunicação serial no padrão UART TTL (5V), que está disponível nos pinos digitais 0 (RX) e 1 (TX). Um chip FTDI FT232RL na placa encaminha esta comunicação serial através do USB e os  drives FTDI (incluído no software do Arduino) fornece uma porta COM virtual para o software no computador. O software Arduino inclui um monitor serial que permite que dados simples de texto sejam enviados à placa Arduino. Os LEDs RX e TX da placa piscam quando os dados estão sendo transferidos ao computador pelo chip FTDI e a conexão USB (mas não quando há comunicação serial pelos pinos 0 e 1)."
Programação:
O Arduino Duemilanove pode ser programado com o software Arduino através de seu computador,  o chip ATmega328 do Arduino vem pré-gravado com um bootloader que permite enviar novos programas sem o uso de um programador de hardware externo. Mais detalhes da programação nos próximos posts.
Bootloader:
É um pequeno programa, tambem chamado de sistema de inicialização, que foi carregado para o microcontrolador em sua placa. O bootloader fica ativo por poucos segundos enquanto a placa é reinicializada, após isso ele começa a rodar o programa que você fez o upload mais recente para a placa.
É, acho que por hoje chega... agora você já conhece muito bem sua placa Arduino Duemilanove, mas, caso esteja interessado em aprender um pouco mais, segue as fontes de pesquisa. 
Um abraço e até a próxima.
Fontes

0 comentários: