Arduino - Parte 3

Chegamos a 3ª postagem sobre Arduino, caso tenha perdido as postagens anteriores, leia a 1ª postagem aqui, e a 2ª postagem aqui. Até o momento você já sabe o que é Arduino, a que se pode fazer com uma placa Arduino, onde comprar no Brasil, e também aprendeu sobre a placa Arduino Duemilanove.
Na postagem de hoje vamos começar a botar a mão na massa, primeiro vamos instalar a nossa placa Arduino no computador e aprender sobre a interface do software de programação:
Instalando a placa Arduino no Windows:
Vamos seguir o passo-a-passo que deve existir em todos os cantos da internet, mas com a diferença que durante o "andar da carruagem" eu vou ir comentando o que aconteceu comigo... (Porque eu sempre tenho problemas com essas coisas?!...).
1º) Pegue o Cabo USB e a sua placa Arduino:

Primeiro conecte seu cabo USB na placa Arduino, pois fica mais fácil depois conectar apenas no computador. 
2º) Baixe a versão mais recente do programa:
Acesse este site e baixe a versão mais atual do programa (no momento é: Arduino 0018). Preferencialmente descompacte a pasta para a unidade C: de seu computador, cuidando para manter a estrutura das subpastas da mesma.

3º) Instale o JAVA:
É isso mesmo, nenhum outro tutorial fala isso, o ambiente de desenvolvimento do Arduino é implementado em Java, então você deve instalar o JRE na sua máquina para funcionar. Para isso acesse este link e baixe a versão mais atual do java para sua máquina.
4) Conecte a placa no computador:
Agora que você já instalou o Java na sua máquina, conecte a placa no computador através do cabo USB, se estiver tudo certo o LED de alimentação irá acender (caso tenha dúvida da localização, veja a postagem anterior onde explico as principais partes da placa Arduino Duemilanove).
5) Instale os Drivers:
É nesta parte que "nem tudo são flores", devo ter lido uns 10 tutoriais de como fazer isso, e assistido uns 5 vídeos no Youtube sobre esse processo, agora eu pergunto: Para que eles serviram? - Para absolutamente nada!!
Todos os tutoriais dizem, conectar a placa no PC, instalar o drive do Chip FTDI, e depois o do ATmega e pronto, assim parece fácil, mas de cara percebi que não ia ser tão simples assim. Tanto na vez que conectei a placa no computador (Windows XP) quanto na vez que conectei no notebook (Windows 7) tive problemas, ambos sistemas não reconheceram o dispositivo e não mostravam o maldito "balão" onde a gente clica para instalar manualmente os drivers, apenas aparecia a mensagem de dispositivo não reconhecido.
Neste momento já estava "P" da vida (sim...eu me estresso facilmente!) então resolvi ir direto no site do fabricante do chip FTDI, que é o responsavel pela comunicação USB com a placa, e é este driver que deve ser instalado antes.  
Acessei essa página e baixei a versão mais atual do driver (a versão que vem com o software Arduíno pode não ser a mais atual), tentei instalar umas 3 vezes, depois reiniciei o PC e "magicamente" funcionou, o computador reconheceu a placa e terminou de instalar os drivers. (Na prática não foi tão fácil e rápido assim..)
Abri o software Arduino e fiz upload do exemplo "Blink" para a placa,  para testar. Problema 1 resolvido, problema 2: instalar os drivers no Windows 7.
Quem disse que isso foi fácil.... nossa, passei mais de uma hora tentando instalar (não adianta perguntar, fiz de tudo que até esqueci), quando finalmente instalei os drivers e fiz o upload do exemplo "Blink" e percebi que estava funcionando normalmente, depois tive que desligar o notebook para sair, quando volto ligo novamente o note conecto a placa e adivinha..... O Windows 7 não reconheceu o dispositivo (mas, essa droga já não estava instalada?), e eu perdi mais uma meia hora para fazer voltar a funcionar.
Instalei tudo novamente e pelo menos não tive mais problemas, nem no PC e nem no note.
6) A interface da Aplicação:
Na imagem a seguir vemos a interface do programa:
 De cima para baixo temos a Barra de Titulo que mostra o nome de sua aplicação (chamada de Sketch pelo software) e a versão do aplicativo (neste caso 0018), depois temos a Barra de Menus onde o principal é o menu Tools, onde selecionamos o modelo da placa e a porta de comunicação (a porta que devemos usar aparece no momento da instalação do driver), depois disso temos uma simples barra de ferramenta que será comentada a seguir com mais detalhes, e na área em branco, temos nosso espaço para programação, é nesta parte que escrevemos o código.
7) A barra de Ferramentas:

Nesta barra temos as principais tarefas a nossa disposição, para saber o significado de algum botão, basta passar o mouse sobre o mesmo e logo após o último botão irá aparecer ser significado.
Os principais que devemos saber o significado são respectivamente o primeiro botão, que serve para compilar o código e o penúltimo que serve para fazer o upload do código para a placa.
Também temos a disposição um botão para abrir (seta para cima) e um botão para salvar (seta para baixo) um Sketch.
Para não ficar uma "tripa" maior ainda a postagem, a parte de trabalhar no código e fazer o upload do mesmo para a placa fica para a próxima. Até mais....
Fonte:
- http://arduino.cc/en/Guide/Windows;

0 comentários: