Utilizando conversor USB TTL

Hoje venho mostrar como podemos utilizar um conversor USB TTL para enviar os dados para nossa placa Arduino Standalone. Antes de prosseguir você deve saber o que é o "standalone", você pode encontrar a postagem que fiz sobre isso clicando nesse link, em resumo, o modo standalone permite rodar o Atmega do arduino com o menor número de componentes, apenas o necessário para seu funcionamento.
Como conversor USB TTL irei utilizar o que comprei na loja Webtronico, neste link. O conversor serve para mudar o tipo de sinal que o PC envia e o que o microcontrolador deve receber para operar, você não precisa nem saber o que está acontecendo, basta fazer a correta ligação dos fios do conversor na sua versão do arduino rodando em modo standalone.
Primeiro o conversor:
 E seus pinos:
Há 6 pinos no conversor, mas para programar o Atmega em modo standalone você vai precisar de apenas 4 pinos, sendo eles:
+5V - Este pino você liga nos terminais do seu Atmega que são alimentados pelo "positivo".
GND - Este pino você conecta aos terminais do seu Atmega que são alimentados pelo "negativo".
RXD - Este pino deve ser conectado ao pino TX do Atmega (pino 3 - veja imagem a baixo);
TXD - Este pino você conecta ao pino RX do Atmega (pino 2 - veja imagem a baixo);
A imagem a seguir ilustra a pinagem do Atmega 168 que serve também para a versão 328:

Após fazer a conexão dos pinos está na hora de enviar instalar o drive, baixe deste link, e instale no seu computador, depois disso pode conectar o conversor USB TTL na porta USB (eu faço isso através de um cabo USB para ter mais liberdade para poder mover a protoboard com tudo junto pela mesa).
Depois que tudo estiver instalado você precisa enviar o código para seu Atmega, para isso abra o ambiente de programação do arduino e selecione o exemplo "blink" para testar. 
Pressione o botão reset da sua placa standalone e segure, depois clique no botão "enviar" da interface de programação do arduino e aguarde até que apareça na parte inferior uma tela como a mostrada a baixo:
Assim que aparecer a parte em branco que diz o tamanho do arquivo significa que seu código ja foi compilado e o programa começará o upload propriamente dito, nesse momento você deve soltar o botão  reset e aguardar a mensagem de upload concluído. Pronto! seu Atmega rodando em modo standalone pode ser agora programado através da porta USB como se você estivesse utilizando uma placa arduino diretamente na USB. 
Na imagem a baixo você pode ver uma versão Standalone que montei para utilizar apenas na protoboard, juntamente com o conversor conectado a ela.
Então para fazer a programação basta lembrar de pressionar o botão reset e mandar fazer o upload, quando aparecer algo escrito na área preta do software é só soltar o botão reset e aguardar o upload, simples assim.
Até a próxima.
Fonte:

0 comentários: