Como funciona a internet wirelles nos meios de transporte?

Eu estava devendo essa postagem há um bom tempo.. Logo no início desse ano fui de férias para Santa Catarina (o quintal dos gaúchos!) e assim que o ônibus estaciona na rodoviária para o pessoal embarcar vejo a inscrição na lateral "Internet a bordo", nesse momento foi só alegria já que eu ia na teoria ficar a viagem toda (ida e volta) mais os dias na praia sem acessar a internet (meu plano de dados no celular é limitado e uso apenas para ler e responder emails). Assim que entrei no ônibus dei um jeito de configurar meu celular para acessar a internet, resultado: o relógio marcando 00:30h e eu no MSN na primeira poltrona superior do ônibus (andar de cima), dessa vez a viagem passou mais rápido!
Mas a final de contas, como funciona essa internet nos meios de transporte? 
Você pode achar que a internet deles é de alta tecnologia, mas gente, estamos falando de Brasil! então o sistema aqui é o mais simples possível, ou seja, os veículos recebem o sinal via modem 3G! (Por isso perdia a conexão em muitos pontos da viagem).
Dentro do ônibus, um roteador garante a redistribuição do sinal para os usuários, mediante senha e autenticação de acesso, estes dados de acesso ficam normalmente em uma folha presa à porta no lado de dentro do veículo, isso garante que pessoas que não sejam os passageiros não acessem a rede. 
Lembre-se de uma coisa: o sinal captado pelo modem 3g é distribuido entre todos aqueles que se conectarem dentro do veículo, ou seja, a internet é util apenas para aplicações simples, nada de ver vídeo no youtube, seu vídeo vai levar muito tempo para carregar, e até lá você já entrou em um ponto cego da estrada e perdeu a conexão..
Em aviões a segurança é a maior das preocupações, pois é preciso que essa conexão seja segura de forma que não venha a interferir nas comunicações da aeronave e garantir um voo tranquilo. Nas aeronaves dos EUA, a tecnologia por trás da internet  funciona mediante torres retransmissoras de sinal via satélite. A Gogo Inflight, uma das principais provedoras do gênero nos EUA, produziu até mesmo um vídeo que ilustra o processo.
Em pontos-chave do país, foram instaladas uma série de potentes torres retransmissoras de sinal. Juntas elas cobrem praticamente todo o mapa, fazendo com que todas as rotas de voo comerciais sejam contempladas, a busca dos pontos de acesso é similar à utilizada no seu smartphone. O sistema procura sempre o ponto de Wi-Fi com maior intensidade de sinal, transitando de um para outro sem requerer uma nova autenticação, o que garante internet estável.
Outros sistemas como o da OnAir também estão disponíveis para alguns voos da TAM no Brasil. Utilizando a rede GPRS (2.5G), o usuário se conecta à web e pode navegar tranquilamente. Contudo, ao menos no país, o serviço é tarifado (como sempre!) e é importante ficar atento ao custo para não ter surpresas na hora de fazer o check-in.

Um ponto que deve-se considerar no acesso à internet através da wifi de um onibus é a qualidade das estradas por onde você está trafegando, pois sabemos que a qualidade das estradas no país é péssima e os ônibus balançam muito, tome cuidado para não acabar perdendo o HD de seu notebook só porque você queria acessar o Twitter no meio do caminho!
Por hoje é isso pessoal, até a próxima.

Fonte:

0 comentários: