As mulheres na computação

Antes de tudo gostaria de dar os Parabéns a todas as mulheres desse mundo pelo seu dia, e um parabéns especial a aquelas que estão na área da computação bem como à todas as leitoras do blog (sim, já recebi vários emails de mulheres na área da tecnologia e computação pedindo ajuda ou orientação em projetos, e ajudei todas, da mesma forma como faço com os emails de todos os leitores do blog, sempre ajudo à todos).
Bom, como hoje é o dia Internecional da Mulher, resolvi postar aqui o nome de 3 grandes mulheres já contribuiram com a informática, começamos por aquela que sempre me vem a cabeça o nome, por sua principal contribuição: 
- Ada Byron (Condessa de Lovelace): Essa, sem dúvida foi uma grande mulher, Ada Byron era a única filha do Poeta Britânico Lord Byron e sua esposa Annabella, Ada é conhecida como a primeira programadora da história. Na época em que viveu, havia um homem chamado Charles Babbage, considerado o pai dos computadores modernos, Ada conheceu o trabalho de Babbage e, traduzindo uma de suas teorias, acrescentou notas nas quais descrevia como alimentar a máquina analítica de Babbage com cartões perfurados, sendo tidas como os primeiros programas de computadores e durante um período de nove meses entre os anos de 1842 e 1843, Ada Lovelace criou um algoritmo para o cálculo da sequência de Bernoulli usando a máquina analítica de Charles Babbage.
Em reconhecimento a suas contribuições originais, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos no ano de 1980 registrou a linguagem de programação de seu novo sistema de Ada. 
Essa é uma linguagem de programação estruturada, de tipagem estática, imperativa, orientada a objetos e é uma linguagem de alto nível, originada de Pascal e outras linguagens.
- Grace Murray Hopper: Foi uma analista de sistemas da Marinha dos Estados Unidos, trabalhou na programação da série de computadores Mark I, um dos primeiros computadores digitais. Hoper também idealizou o conceito de sub-rotinas no qual se aproveita módulos de comandos para diminuir tempo e esforço, e é a responsável pelos termos "bug" e "debugging" após descobrir que uma mariposa (bug) estava atrapalhando os circuitos de uma máquina. Além disso, Grace Hoper achava que as linguagens deveriam ser mais amigáveis e desenvolveu uma linguagem baseada no inglês chamada FLOW-MATIC, uma linguagem muito utilizada na época e que ainda exerceu grande influência na linguagem COBOL, que é umas das linguagens usadas até hoje. Como reconhecimento pelo seu trabalho em 1998, recebeu a honra de ter seu nome em um navio da Marinha, o contratorpedeiro USS Hopper, que entrou em serviço ativo em 1998.
E por fim:
- Lois Haibt: É mais famosa por ter sido um dos 10 membros do time que desenvolveu a linguagem de programação FORTRAN, a primeira linguagem de alto nivel de sucesso.
Ela trabalhou durante anos como analista de sistemas e pesquisadora da Yorktown Heights IBM Research Laboratory, onde seu trabalho incluiu trabalhar na visualização de estruturas de programas usando um programa que ela desenvolveu para desenhar diagramas de fluxo de vários níveis e em anos posteriores, ela trabalhou na análise de Redes de Petri e gerando programas a partir deles.
Aproveito para lembrar os leitores, que existem vários outros nomes femininos que contribuiram signficativamente para o avanço da informática, e também existem ainda muitos nomes desconhecidos para nós hoje, mas que de uma forma ou de outra dão a sua contribuição não só à informática, mas em todas as áreas.
Para todas as mulheres, estando ou não na área da computação, seja em curso técnico, Faculdade, Especialização, o que for, sigam o exemplo de mulheres como essas e mostrem ao mundo que é possivel sim "quebrar" as barreiras (muitas vezes impostas pela sociedade) que dizem que uma determinada área é "mais para homens", mostrem o seu potencial, qualquer que seja a área que escolheram e principalmente: sejam felizes! 
Por hoje é isso, uma abraço e até a próxima.

Fontes:

0 comentários: