Modificando uma Raspberry Pi

Olá pessoal, estou voltando nesse momento a postar material na categoria "Raspberry Pi" que estava abandonada há algum tempo devido ao andamento dos projetos que estava seguindo. Para você que não conhece, já falei aqui sobre o Raspberry Pi modelo B.
O que fiz foi preparar (e muito bem) minha Rasp para ser feito o overclock nela, ou seja, ao invés de trabalhar nos habituais 700Mhz de clock eu coloquei para trabalhar em 1Ghz! Com isso a placa inicia e fica pronta para trabalhar em pouco mais de 30 segundos (quase 1 minuto em frequência "normal") além de fazer as tarefas com maior poder de processamento.
O problema do overclock é o aquecimento do processador, e justamente para evitar isso que foi feita as modificações a seguir:
Um dissipador para o processador, um dissipador para o controlador ethernet, pasta térmica de alta capacidade de troca de calor e um cooler de 5V (que não aparece na foto).
A primeira etapa foi cortar o dissipador, pois as aletas eram muito altas e o case do Pi não fechava:
Viram a diferença? Cortei quase pela metade para caber no case, aliás o próximo passo foi cortar o case para instalação do cooler e facilitar a ventilação além de liberar os pinos GPIO para conexão sem precisar abrir a tampa:
O corte maior é para o cooler, o furo da esquerda é para sair ar e fica bem sobre o dissipador do controlador ethernet, os 3 furos na direita são para deixar livre os pinos GPIO permitindo que eu possa conectar fios neles sem precisar manter aberto o case.
Para por os dissipadores no lugar e ter uma alta eficiência de condutibilidade térmica usei uma excelente pasta térmica:
Artic Silver 5 (também conhecida como AS5), é uma das melhores pasta térmica existentes hoje no mercado, segundo o fabricante é feita com 99,9% de prata pura em 3 tamanhos diferentes para maximizar o contato entre partículas e não contém silicone, utilizo ela em meus computadores e a temperatura baixou muito mesmo se comparada a pasta original, troquei inclusive a pasta da minha placa de vídeo original por ela.
Finalizando coloquei o cooler de 5V ligado em uma das saídas de 5V dos pinos GPIO:
Muito bem acomodado tudo e nada de aquecimento, se bem que as temperaturas ambientes estão a baixo dos 10°C nos últimos dias kkkkkk, agora uma foto mais perto com o logo do blog:
Com o cartão de memória de 8Gb instalado rodando a última versão do Raspbian sem problemas. Para ir mais a fundo no Rasp já comprei alguns livros que em breve estarei postando aqui em uma nova categoria, mas isso é assunto para um outro post.
Por hoje é isso pessoal, um abraço e até a próxima.

2 comentários:

Unknown disse...

Ola, eu não entendo nada de sistemas, eletrônica, mecânica, robótica e computação. Rsrs
Queria saber o que posso fazer com os pinos GPIO?

Natanael da Silva Fim disse...

Você pode usar esses pinos para controle de dispositivos, interfaceamento com sensores, comunicação com outros aparelhos, conectar um arduino para trabalhar junto, etc. Inúmeras possibilidades.

Começe lendo as postagens da Série eletrônica