Fonte de Bancada - versão 3

Olá pessoal, hoje venho mostrar a mais nova versão da minha fonte de bancada, agora totalmente chaveada e otimizada, mas antes, vamos relembrar as versões anteriores para acompanhar a evolução:
Versão 1: (Janeiro de 2013) Fonte ATX modificada que fornecia somente as tensões de 3.3V, 5V e 12V com duas tomadas de 220V na lateral (as quais usei somente 2 vezes e depois não vi mais a necessidade de manter elas).
Versão 2: (Junho de 2015 - Atualizada em Abril de 2016) Nessa segunda versão já tinha adicionado a capacidade de ler corrente por multímetro, bivolt automática na entrada e a capacidade de selecionar a tensão de saída usando um LM317, o problema era a eficiência baixa e a queda de tensão que possuía dependendo da carga, além de bastante aquecimento.
Versão 3: (Atual - Novembro de 2016) Você deve estar se perguntando porque fiquei tão pouco tempo com a segunda fonte, bom foi pelo motivo principal que eu precisava utilizar bornes compatíveis com multímetros e outros aparelhos de medição, podendo trocar os cabos de acordo com minha necessidade, além disso queria aumentar o espaço interno e otimizar a ventilação dela aproveitei a oportunidade e substituí tudo por módulos chaveados:
Comprei esses módulos na loja FJMSoft, parceira do blog, e junto comprei entre outras coisas os interruptores e voltímetros da nova versão da fonte que você pode ver a seguir:
Os módulos utilizam um potenciômetro multivoltas para ajustar a tensão, no módulo que alimenta a saída variável eu removi esse potenciômetro e adicionei 2 potenciômetros em série, para ajuste fino e grosso. 
Agora com bornes coloridos que me permitem ligar as ponteiras de multímetros para alimentar algum circuito ou garras jacaré para testes, ajuste de tensão, saída de 5V com USB, leitura de tensão e interruptores independentes, veja uma foto da vista de cima:
Com os bornes de leitura de corrente e uma FAN de 120mm (na parte de baixo tem outra FAN de 60mm como exaustor). Ao ligar o interruptor (que aparece no canto superior direito da imagem) a fonte liga e os coolers ligam junto mantendo ela ventilada, ao mesmo tempo que ligam os mostradores de tensão na frente:
Para ligar uma saída de tensão (variável ou 5V) basta ligar o interruptor do respectivo lado da fonte, aqui com as duas partes funcionando:
12V configurados do lado esquerdo e os 5V do lado direito (os leds verdes indicam que a respectiva fonte está funcionando). Testando um cooler de 12V:
Cooler girando e fonte ok! Simulando cargas agora:
No multímetro a esquerda pode-se ler a corrente 0,995A e 3.88V na saída da fonte. (Detalhe: esqueci a fonte de 5V ligada, mas não dá nada kkkk). Agora uma carga maior:
3A de corrente sendo lida no multímetro e 3.96V no voltímetro (detalhe: aqui lembrei de desligar a saída de 5V kkkk). Hora de testar algo diferente, vamos ao peltier:
As leituras são (da esquerda para a direita): Corrente: 2,10A. Tensão: 6,56V. Temperatura: -10ºC. Exatamente isso que você leu, -10ºC!! Vamos ver o gelo mais de perto:
Alguns minutos após desligar a fonte o gelo se desprende:
 
Aliás, as placas peltier que utilizo já falei delas aqui, e já fiz testes e escrevi um artigo no fórum de aquarismo que faço parte, o Aquaflux, sobre usar ou não o peltier para fazer o arrefecimento da água de um aquário, clique na imagem a seguir para ler o artigo:
http://www.aquaflux.com.br/conteudo/artigos/resfriamento-peltier-usar-ou-nao-no-controle-de-temperatura-de-um-aquario-1444353294.php 
E então pessoal, gostaram da fonte de bancada nova? Ela está sendo muito útil e está cumprindo muito bem o seu papel, mas vocês agora puderam acompanhar o caminho que trilhei até chegar na versão atual.
Gostaria de deixar aqui um grande abraço ao Francisco da nossa loja parceira a FJMSoft pelos excelentes produtos enviados  e muito bem embalados e convidar você a conferir os produtos e preços da loja!
Por hoje é isso pessoal, um abraço e até a próxima.

0 comentários: